Blog Post 01 – Agronegócio

O agronegócio utiliza energia elétrica para diferentes atividades: irrigação de plantas, funcionamento das ordenhadeiras, manutenção de cercas elétricas, entre tantas opções. Porém, isso gera custos altos para o produtor, que muitas vezes se assusta com a fatura de luz.

Utilizar sistema para captação de energia solar é uma maneira de aproveitar os recursos naturais já existentes e diminuir as contas mensais. A seguir, explicamos mais sobre essa tecnologia.

 

Uso da energia solar no agronegócio

Em todo o Brasil, já são mais de 3.500 áreas rurais que utilizam sistemas de captação de energia solar. Produtores de Goiás que instalaram esses recursos percebem o benefício na economia mensal na conta de luz.

O produtor conta com o apoio do Governo Federal para implementar esses sistemas em suas propriedades. O Banco do Brasil, por exemplo, tem o Programa Agro Energia para fornecer crédito para instalação de usinas geradoras de energias alternativas no país. O objetivo é proporcionar apoio por meio de condições diferenciadas de pagamento para quem se interessa por esses sistemas.

 

Benefícios de utilizar energia solar no agronegócio

A energia solar é uma fonte abundante, limpa e renovável. A utilização desse recurso evita a criação de outros sistemas de geração de energia que prejudicam o meio ambiente ou destroem as cidades. No campo, os painéis fotovoltaicos podem ser utilizados para gerar energia em prol de diferentes atividades. Veja:

 

Irrigação de plantações

Muitas áreas rurais ainda apresentam dificuldade de acesso aos sistemas de bombeamento de água, pois isso exige alta capacidade de energia elétrica e custo para o produtor.

Com o uso de energia solar, a preocupação se reduz à disponibilidade de água suficiente para as atividades, uma vez que o proprietário pode deixar o sistema ativo 24 horas por dia, 7 dias por semana.

A energia gerada é repassada para a central elétrica, que faz a retransmissão para as residências e gera crédito para quem a produziu. Logo, isso representa economia em médio e longo prazo para a propriedade.

 

Delimitação da área do gado

Você também deve conhecer algum produtor que utiliza rede elétrica para delimitar as áreas de acesso aos gados com cercas elétricas. O uso de sistema fotovoltaico também pode ser aplicado para essa finalidade e ainda consome baixo percentual de energia.

 

Climatização de aviários

O frango criado para corte gera um alto custo de energia para os produtores, que precisam utilizar sistemas autônomos para alimentação do animal e equipamentos de refrigeração para a manutenção da saúde e produtividade das aves.

O uso de energia solar torna-se uma opção para a diminuição de custos e ganho de eficiência, uma vez que todos os sistemas podem ficar ligados ininterruptamente.

 

Produção leiteira

Quem cria gado leiteiro precisa controlar muito bem o tempo entre as ordenhas como forma de evitar problemas para os animais. A falta de energia elétrica compromete o funcionamento das ordenhadeiras e a qualidade do produto final.

Outro fator que também costuma preocupar o produtor é o funcionamento dos tanques de resfriamento, uma vez que o desligamento pode causar a perda de um lote inteiro de leite.

Sendo assim, a implementação de sistemas de captação de energia solar no agronegócio possibilita a manutenção das atividades diárias e a economia na conta de luz. Consequentemente, isso se reflete em ganho de produtividade e eficiência no campo.

Ficou interessado? Solicite já seu orçamento!

Leave a Comment

Your email address will not be published.