Do espelho ao material de silício: conheça a história do painel solaro-sol-e-a-primeira-e-mais-importante-fonte-de-energia-do-ser-humano-e-ao-redor-de-sua-luz-que-alinhamos-nossos-dias-renovamos-nosso-corpo-e-vivemos-a-relacao-do-ser-humano-com-a-energia-vinda-do-so

O Sol é a primeira e mais importante fonte de energia do ser humano. É ao redor de sua luz que alinhamos nossos dias, renovamos nosso corpo e vivemos. A relação do ser humano com a energia vinda do sol data de tão longe quanto o século VII a.C. Hoje, a tecnologia permite a existência de painéis otimizados na absorção e produção da energia solar, mas nem sempre foi assim. Leia agora uma breve história do painel solar.

 

Uso no cotidiano

Um dos primeiros registros de uso da energia do sol data do século VII a.C, quando ela era utilizada através de espelhos para acender fogueiras. Já no século III a.C, romanos a usavam de maneira parecida para acender tochas. Os chineses também empregaram essa técnica em registros dos anos 20 d.C.

Outra técnica que foi utilizada também nos primórdios da humanidade era o conceito de “salas solares”, janelas gigantes que concentravam a luz do sol em um único ponto. O povo indígena Anasazi, nos anos 1200 d.C, acomodava-se em casas assim para captar a luz do sol no inverno. Existem ainda outras maneiras de usar energia solar que o ser humano providenciou através dos séculos, como barcos a vapor ou captação de energia para viagens, e todas estas técnicas proporcionaram a criação do painel solar.

 

A história do painel solar

A criação do painel solar é fruto do trabalho de diversos pesquisadores, porém, o cientista creditado como descobridor do efeito voltaico, que é a base do funcionamento da célula solar, é Alexandre Edmond Becquerel, no ano de 1839. Este achado contribuiu para o desenvolvimento dos primeiros módulos fotovoltaicos de selênio.

Foi no ano de 1873 que o engenheiro elétrico Willoughby Smith descobriu a propriedade fotocondutiva do selênio, o que proporcionou outros feitos. Três anos mais tarde, William Grylls Adams e Richard Evans Day idealizaram que o selênio cria eletricidade se exposto à luz solar. Mas foi só no ano de 1883 que Charles Fritts conseguiu produzir a primeira célula solar feita de camadas de selênio. Por conta disso, é creditado a ele a descoberta de módulos fotovoltaicos, ou seja, os painéis solares.

Hoje, o material utilizado nos painéis é o silício, não o selênio, pois a eficiência na conversão da luz solar é maior com essa matéria-prima. Quem descobriu a respeito deste elemento foram três cientistas no ano de 1954: Calvin Fuller, Gerald Pearson e Daryl Chapin.

A primeira vez em que painéis solares foram usados na captação de energia foi no espaço, no ano de 1958, no lançamento do satélite Vanguard I. A partir de então, a energia solar seguiu crescendo e hoje é uma realidade e uma alternativa viável para produzir.

Esta é uma breve história do painel solar, uma tecnologia que segue evoluindo constantemente. Gostou de conhecer um pouco mais sobre o assunto? O que será que pode vir no futuro? Fique ligado em nossos Blogs, pois sempre estamos trazendo novidades a você!

Saiba quais são as diferenças entre a energia solar e a energia eólica!saiba-quais-sao-as-diferencas-entre-a-energia-solar-e-a-energia-eolica

Com o aumento da conscientização da população em relação ao meio ambiente, fontes de energia limpas e renováveis têm atraído a atenção e se tornado cada dia mais populares. O Brasil é um dos países mais fortes na obtenção de energia hidrelétrica e esta fonte é responsável por grande parte da produção do país, mas as fontes limpas instaladas por aqui, como as energias solar e eólica, vêm crescendo em função dos grandes benefícios que trazem.

A energia solar é obtida através do sol, enquanto a eólica é gerada pela força dos ventos, mas você sabe quais são as outras diferenças entre estes dois tipos de energia? Vamos esclarecer.

 

Energia solar

O aquecimento solar é mais familiar à população, tendo aumentado seu uso recentemente, para aquecer a água em residências e no comércio. Porém, há diferenças entre esta forma de geração de energia e a solar. A energia solar é definida como a produção em grande escala utilizando a força do sol, onde a luz é produzida atingindo células fotovoltaicas de silício e sendo convertida em eletricidade.

O processo é feito através de corrente contínua (CC). Por conta de o sol atingir a superfície da Terra, os painéis podem ser instalados em qualquer altura. A energia produzida pode variar de acordo com a época e o ano. O Brasil apresenta grande potencial de crescimento nessa área.

Entre os principais benefícios da energia fotovoltaica destacam-se a economia de até 95% na fatura de luz, a valorização do imóvel, o lucro com a energia gerada, a contribuição para um planeta sustentável.

 

Energia eólica

O processo de obtenção da energia eólica é feito através de hélices, em corrente alternada (CA). A energia cinética gerada nas hélices é transformada em energia elétrica. Alguns parâmetros influenciam na potência da hélice, como seu diâmetro, a dimensão do gerador e o rendimento do sistema. Locais de maior produção da energia eólica são áreas costeiras, com relevo pouco acidentado e ventos favoráveis. O Nordeste é a região mais propícia para receber essa fonte no país.

Em comparação à energia solar, a energia eólica precisa de praticamente o dobro de território para produzir a mesma quantidade de megawatts, por conta de toda a estrutura que abarca as hélices. Já em relação à produção nacional, ela gera mais energia que a solar, sendo responsável por cerca de 2% de geração brasileira anual. Assim como na energia solar, a produção pode variar de acordo com a época e o ano.

Agora, você sabe as principais diferenças entre estas duas fontes de energia! Se tiver interesse em produzir sua própria energia solar, a Renovigi oferece um serviço personalizado do jeito que você quiser. Entre em contato e peça já seu orçamento!

Renovigi doa 100 sistemas de Energia Solar em 2019renovigi-doa-100-sistemas-de-energia-solar-em-2019/

A Renovigi, é uma empresa que contém em seu DNA os três pilares da sustentabilidade: o social, ambiental e econômico. Diante do crescimento que a empresa e o marcado têm gerado nos últimos anos, a Renovigi sempre se preocupou em oferecer a sociedade uma grande parcela de suas conquistas.

Por isso, a empresa criou o projeto Energia do Bem que desde 2018, tem doado sistemas fotovoltaicos a entidades sem fins lucrativos de todo o Brasil. Em 2019, 100 entidades foram beneficiadas com sistemas de Energia Solar. Além da doação de todos os produtos, a empresa ainda incentiva sua rede de credenciados a participar da ação, que se responsabiliza em realizar as instalações dos sistemas sem custo nenhum.

Foram mais de 6 mil empresas que tiveram a possibilidade de participar do projeto, e fazer a diferença na sua cidade. O sorteio das doações, aconteceram em encontro Regionais, eventos e datas comemorativas.

Instituições, APAES, asilos e escolas, foram algumas entidades que receberam as doações e hoje conseguem gerar sua própria energia através do sol. “O nosso objetivo com esse projeto, é auxiliar de alguma forma a sociedade. Que o valor que eles economizam na sua conta de luz, possam ser revertido em outras ações cotidianas.”, afirma Alcione Belache, CEO da Renovigi.

Em 2019, o projeto Energia do Bem foi reconhecido no estado de Santa Catarina sendo destaque na premiação da ADVB SC dando a Renovigi o título de Empresa Cidadã 2019. Já na Região Oeste, a empresa foi reconhecida pela Associação Comercial e Empresarial de Chapecó (ACIC), como empresa sustentável do ano.

Para 2020, a expectativa é atingir a meta de mais 100 sistemas de doação. E continuar contribuindo com a sociedade brasileira.

Como são fabricados os painéis solares?como-sao-fabricados-os-paineis-solares

Como você já sabe, a energia solar é uma grande aliada na economia de energia para sua casa ou empresa. Os benefícios são incríveis! Além da economia de até 95% na sua fatura de luz, você contribui para um mundo mais sustentável e ainda conta com benefícios como a valorização do imóvel, mínima manutenção, entre outros.

Para desfrutar dessa solução e obter as vantagens que ela oferece, basta instalar painéis solares. Considerados os principais componentes de um sistema de energia solar, essas soluções são formadas por um conjunto de células fotovoltaicas que geram energia através da luz do sol. Mas, como são fabricados esses painéis? Está ansioso para saber? Continue lendo esse Blog e conheça um pouco mais sobre isso!

Materiais utilizados na produção

A fabricação de painéis fotovoltaicos envolve o uso das melhores tecnologias, o que justifica sua longa durabilidade. Cada etapa inclui um rigoroso processo de fabricação e, para entender melhor, é fundamental conhecer um pouco mais sobre a função dos componentes utilizados. Conheça os materiais:

Produção de um Painel Solar

Está curioso sobre essa etapa? Pois então, o processo de fabricação do painel fotovoltaico inicia com a limpeza do vidro que é feita em uma máquina especial e com água passada por osmose reversa. Isso é fundamental para que não ocorra a formação de bolhas após o painel estar pronto.

Depois, vem uma das etapas mais complexas do processo: a interconexão das células fotovoltaicas. Nessa fase, as células são interconectadas por fios condutores feitos de cobre ou alumínio e, cada voltagem, possui uma quantidade de séries e células. Para unir as conexões é utilizada uma máquina de solda especial.

Em seguida, vem o sistema de montagem da matriz de células (Layup), ou seja, o processo de coletar as séries de células fotovoltaicas interconectadas e posicioná-las sobre o vidro e o EVA. Após esse trabalho, que é feito por uma máquina especial, é realizada a interconexão manual.  Nessa etapa, as strings de células são soldadas, o que gera uma ligação elétrica entre elas.

Interessante, não é mesmo? Mas, não pense que terminou por aí! Agora, é hora do posicionamento do EVA e backsheet. Esta fase consiste na colocação da segunda folha de EVA sobre a matriz de células e do backsheet sobre o EVA.

Na sequência vem o processo de laminação do painel solar. Neste momento, quatro painéis entram em uma máquina de laminação e o EVA se derrete, unindo todas as camadas. Logo em seguida, é retirada a rebarba do material e instalada a caixa de junção que é fixada com o uso de silicone como selante. Por fim, são fixadas as molduras de alumínio, visando garantir proteção para o vidro do painel.

Durabilidade

Um painel solar fotovoltaico tem uma durabilidade incrível! A garantia de eficiência é de aproximadamente 25 anos.

O que achou de conhecer um pouco mais sobre o processo de fabricação de um painel fotovoltaico? Ficou interessado por essa solução? Venha conhecer a Renovigi!

Renovigi leva empresa credenciada ao show de Michel Telórenovigi-leva-empresa-credenciada-ao-show-de-michel-telo/
Equipe Renovigi com a empresa credenciada Solturi Energia.

A empresa Solturi Energia de Jaraguá do Sul (SC), credenciada Renovigi, participou do último final de semana de um evento privativo do embaixador da marca, Michel Teló. O projeto nomeado “Churrasco do Teló” tem rodado os quatro cantos do Brasil levando a música sertaneja e o legítimo churrasco fogo de chão. A edição deste sábado (26) foi realizada em Tauá Resort Caeté, no Estado de Minas Gerais.

Com o objetivo de premiar a rede de parceiros da Renovigi, que hoje ultrapassa os cinco mil credenciados, a promoção “Você + um acompanhante no Churrasco do Teló”, movimentou o mês de outubro. César e Flávia, foram sorteados e aproveitaram o evento de forma gratuita acompanhados pela equipe da empresa.

Além de ter acesso as áreas do Resort durante três dias, o casal ainda curtiu toda a programação do evento e teve acesso ao camarim do cantor, que autografou a camisa do time do coração dos parceiros. Que por sinal, é o time do cantor.

“Sempre acompanhamos ele nas redes sociais. Ele é uma pessoa muito humilde, adoramos conhecer ele.” Afirma, César.

O casal acompanhou o show do cantor, e ainda desfrutou do famoso churrasco fogo de chão. O projeto terá mais duas edições até o final do ano, que contará com a parceria da marca.

“Foi um momento muito especial proporcionado pelo Renovigi.”, finaliza.

Renovigi lança primeira plataforma de geração de negócios do setor fotovoltaicorenovigi-lanca-primeira-plataforma-de-geracao-de-negocios-do-setor-fotovoltaico/

A Renovigi, líder na fabricação de sistemas fotovoltaicos no Brasil, lançou para sua rede de credenciados o RenoBusiness, uma plataforma inédita de geração de negócios no mercado de energia fotovoltaica.

A iniciativa integra um forte investimento em transformação digital do setor e da própria Renovigi. Somente em 2019, a empresa aumentou 800% o investimento em tecnologia e na contratação de profissionais especializados para a criação do projeto, que demandou 12 meses. Atualmente, mais de 15 profissionais da Renovigi são dedicados aos projetos de inovação e tecnologia.

“Desde o início, o Aplicativo RenoBusiness foi concebido para impulsionar os negócios dos nossos credenciados. Ouvimos e valorizamos a opinião dos nossos parceiros em todo o processo de desenvolvimento do produto.” afirma a Gerente de Projetos da RenoWeb, Larissa Bedin.

De acordo com uma pesquisa feita pela consultoria Greener no ano de 2018, a Internet representa hoje uma das principais fontes de captação de oportunidades. Pelo menos, 6% dos atendimentos realizados via redes sociais, anúncios do Google ou sites especializados se convertem em negócios efetivos.

Já um estudo conduzido pela Renovigi no final do ano passado com seus credenciados, apontou que pelo menos 25% dos clientes conheceram a empresa por meio dos canais online, ou seja, era preciso estar próximo e entendendo estes clientes.

Alcione Belache, CEO da Renovigi, explica que a plataforma tem justamente esse objetivo, ampliar a relação com clientes e agilizar os atendimentos e fechamento de negócios. “Com o RenoBusiness conseguimos dar a resposta em tempo recorde para quem nos procura. Tudo está conectado”, explica Alcione.

Hoje, toda a relação comercial da Renovigi com mais de 6.000 empresas credenciadas é feita de forma automatizada. Os credenciados possuem em seus celulares o aplicativo da Renovigi, que disponibiliza todas as informações técnicas e comerciais necessárias para o atendimento ao cliente. A proposta é que em 24 horas o cliente receba um orçamento.

“Estamos muito empenhados e confiantes com a oportunidade de nos conectar com esses futuros clientes de forma ainda mais efetiva. Sabemos que este primeiro atendimento é primordial. Quando entramos em contato com alguém, queremos respostas. E os clientes da Renovigi as terão, e rapidamente, porque para nós atender bem é parte da nossa cultura e jeito de fazer negócio”, finaliza Alcione Belache.

Como promover a inovação e sustentabilidade na fazenda?como-promover-a-inovacao-e-sustentabilidade-na-fazenda

Conservação dos recursos naturais, desenvolvimento humano e alta rentabilidade. Independentemente do setor do agronegócio, essas são as particularidades que as fazendas sustentáveis apresentam e que as diferenciam das tradicionais. Esses atributos não são somente benéficos para o meio ambiente, mas podem impactar positivamente na economia da empresa.

A sustentabilidade aliada à economia gera interesse de muitos empreendedores que desejam transformar seu agronegócio. Mas, como promover a inovação na fazenda? A seguir, explicamos alguns itens que podem ajudar neste processo.

A tecnologia como sua aliada

A tecnologia auxilia em muitos trabalhos, inclusive na lavoura. Em algumas propriedades do Brasil, os gestores e trabalhadores contam com a facilidade da utilização de ferramentas como drones e sistemas com inteligência artificial para auxiliar no dia a dia na fazenda.

Com isso, ficou mais fácil mapear a situação de toda a propriedade e controlar os recursos como água e energia. Alguns locais contam com softwares que indicam qual a porcentagem e momento em que a irrigação das plantas deve ocorrer. Essas tecnologias inovam a forma de trabalho e otimizam a produção.

Energia solar nas propriedades

Pensar na conservação dos recursos naturais é uma das características de uma fazenda sustentável. Uma forte colaboradora neste processo é a energia solar. Com ela, as propriedades geram sua própria energia e economizam com as faturas de luz. Afinal, ela é uma fonte renovável, abundante e limpa.

energia elétrica se faz necessária em muitas atividades do campo, como na irrigação, conservação de plantas em estufas, na produção leiteira, nos tanques de resfriamento e na climatização dos aviários.

Isso gera um grande consumo de energia e, consequentemente, um gasto maior na fatura de luz. Como diminuir esses custos sem prejudicar a rentabilidade do negócio?

Com a implantação de painéis fotovoltaicos você consegue economizar na conta de luz, pois a energia gerada é captada e enviada à central elétrica, que realiza a sua distribuição. Caso a produção seja maior que o consumo, os créditos são gerados e descontados nos meses seguintes.

Produção orgânica nas fazendas

Os produtos orgânicos caíram no gosto de muitas pessoas que buscam consumir menos agrotóxico. Esses alimentos são considerados mais saudáveis e têm um maior valor de mercado.

Além da valorização econômica, a produção sem uso de produtos químicos é benéfica para os produtores e para o meio ambiente. No Brasil, em uma década, foram registrados 40 mil casos de intoxicação por conta do uso de pesticidas. Assim, investir na produção de alimentos orgânicos é uma ótima forma de inovar, tornar a sua propriedade sustentável e gerar lucro.

Prêmio Fazenda Sustentável

Você sabia que há uma premiação para as fazendas sustentáveis brasileiras? A revista Globo Rural realiza o Prêmio Fazenda Sustentável,  que já está em sua sexta edição. Ela avalia e premia as propriedades que têm a melhor performance em sustentabilidade econômica, social e ambiental.

E aí, que tal mudar as práticas em sua fazenda e investir na sustentabilidade? Quer saber mais sobre iniciativas que podem gerar economia, rentabilidade e ainda proteger o meio ambiente? Fale conosco clicando aqui!

Como promover a inovação e sustentabilidade na empresa?como-promover-a-inovacao-e-sustentabilidade-na-empresa

Há diferentes maneiras de promover a inovação e sustentabilidade na empresa. Elas podem ser conquistadas por meio do desenvolvimento de lideranças no negócio, com a implementação de soluções tecnológicas e práticas sustentáveis.

É importante iniciar esse processo o quanto antes, pois as pessoas estão cada vez mais preocupadas em obter produtos de organizações que pensam em crescer com sustentabilidade. Quer saber como dar o primeiro passo? É só continuar a leitura!

 

1. Reduza a produção de lixo

Adote o uso de tecnologias que dão mais agilidade às rotinas das equipes e ainda diminuem a produção de lixo na empresa. Por exemplo: há diferentes plataformas que permitem o gerenciamento de atividades no ambiente online, o que reduz o uso de post-it e papéis.

Você ainda pode incentivar o compartilhamento de informações por meio de e-mails, WhatsApp ou ferramentas na nuvem. Desse modo, só terá a necessidade de imprimir documentos para questões legais.

Outra ideia é substituir os copos plásticos pelos de vidro, que podem ser lavados e reutilizados por diversas vezes.

 

2. Promova a economia de recursos

Quanto de água a sua empresa gasta por mês? Muitas vezes, é possível reduzir esses números com medidas simples. Veja:

Essas são práticas simples que ajudam a preservar o planeta e ainda contribuem para a redução dos custos mensais do negócio.

 

3. Utilize fontes de energias renováveis

Outra maneira de promover a inovação e sustentabilidade na empresa é dar preferência para o uso de uma fonte de energia renovável. Ao utilizar painéis fotovoltaicos, por exemplo, a organização consegue gerar a própria energia. Isso se reflete em redução nos custos mensais.

Além do mais, a energia excedente gerada se transforma em créditos para o negócio, que podem ser utilizados nos meses subsequentes. Essa é uma maneira de proteger o meio ambiente, pois evita que sejam criadas novas usinas hidrelétricas no país.

 

4. Tenha responsabilidade social

Este é um importante pilar da sustentabilidade, mas, como promovê-lo? Ele está ligado ao capital humano da empresa e das pessoas afetadas por ela. Sendo assim, o negócio precisa se preocupar com o impacto gerado na sociedade, tanto em questões ambientais como nas sociais.

Gerar emprego e renda, valorizar a educação, contribuir com a segurança e o desenvolvimento de novos negócios são maneiras de exercer a responsabilidade social no contexto em que você está inserido. Então, seja ativo em sua cidade e estado e participe da mudança a favor da sustentabilidade.

 

5. Estimule o transporte compartilhado

As grandes cidades já sofrem muito com os congestionamentos e o transporte público nem sempre consegue atender bem a demanda. Uma maneira de mudar um pouco esse contexto é por meio do estímulo ao transporte compartilhado.

Será que não existem colaboradores que trabalham próximos uns aos outros e podem dividir o custo do combustível? Essa é uma iniciativa que diminui a quantidade de carros nas avenidas, a emissão de gases poluentes e ainda gera economia para o funcionário que compartilha.

E aí, o que achou das nossas dicas de inovação e sustentabilidade nas empresas? Já pratica alguma delas? Deixe o seu comentário e compartilhe a sua experiência com os demais leitores!

Como ter mais sustentabilidade e inovação no condomínio?como-ter-mais-sustentabilidade-e-inovacao-no-condominio/

Ter sustentabilidade e inovação em um condomínio é um grande desafio para muitos síndicos. O aumento de tarifas de serviços básicos, como energia elétrica, pode dificultar ainda mais o trabalho dos que buscam diminuir os gastos.

Isso fica ainda mais difícil quando ocorrem os reajustes nas tarifas por parte das prestadoras de serviços. Em setembro, por exemplo, as faturas devem ficar de 4% mais caras devido à utilização da bandeira vermelha. Então, já é hora de preparar o bolso ou readequar o consumo dentro do condomínio.

Como sair na frente para evitar esses impactos na vida dos moradores? Com a ajuda de algumas tecnologias, é possível implementar práticas mais sustentáveis no edifício e melhorar a vida de todos. Continue a leitura para conhecer algumas iniciativas!

 

Edifícios sustentáveis e inovadores

 

Os condomínios sustentáveis são aqueles que têm mecanismos eficientes para minimizar os impactos ao meio ambiente e reduzir os custos dos moradores sem afetar a qualidade de vida. Entre esses recursos estão:

Ao implementar essas ações você não ajuda apenas o meio ambiente, mas também contribui para a valorização dos imóveis. Afinal, quem não quer morar bem e ainda ter redução nos gastos? A seguir, explicamos mais sobre as principais iniciativas ligadas à inovação e sustentabilidade nos condomínios:

 

Uso de energia solar

A instalação de painéis fotovoltaicos é uma solução inovadora que auxilia na gestão sustentável do seu edifício. Mesmo que ao investir na sua instalação os custos sejam expressivos para os moradores, a economia será sentida ainda nos primeiros 12 meses de uso.

Como essa economia acontece? A energia gerada é levada para a rede central elétrica e depois retorna para o edifício. Quando há mais produção do que consumo, esse valor é convertido em créditos que serão descontados nos meses seguintes.

 

Assim, essa pode ser a melhor opção para grandes edifícios com muitas lâmpadas e ambientes para serem iluminados. Afinal, os moradores conseguem manter a segurança do espaço com a iluminação adequada e ainda percebem uma diminuição no valor da conta de luz. Para complementar, ainda ajudam a preservar o meio ambiente.

Reciclagem dos resíduos

Promover o descarte consciente dos lixos produzidos pelos moradores também é uma ótima opção na hora de promover a sustentabilidade no condomínio.

Cabe ao síndico incentivar a prática de separação, armazenamento, reciclagem e descarte correto dos resíduos. Como fazer isso?

Uma ideia para ajudar na implementação dessa boa prática é a instalação de lixeiras com cores diferentes nos ambientes comuns, identificando cada tipo de lixo que deve ser descartado. Além disso, o síndico também pode conversar com os moradores para orientá-los sobre o descarte correto e encaminhar materiais educativos por meio do WhatsApp.

 

Reutilização de materiais de obras

Quem administra um condomínio sabe que sempre há algo a ser consertado. Por isso, uma boa forma de economizar dinheiro e ainda evitar o desperdício de materiais é a reutilização de produtos. Aproveite os materiais que sobram de uma determinada obra e utilize-os para renovar os espaços.

 

Racionalização e reutilização de água

Outra forma de auxiliar na sustentabilidade dos recursos é o incentivo aos moradores para o racionamento no consumo de água. Realize encontros para falar sobre a preservação do meio ambiente e mostre que a responsabilidade é de todos. Práticas simples no dia a dia, como a diminuição do tempo no banho, podem economizar muita água.

Além disso, você pode instalar cisternas para captar a água da chuva. Ela pode ser utilizada para limpar os ambientes comuns e regar plantas, o que também ajuda na economia do condomínio.

Já deu para perceber que há muitas formas de promover a sustentabilidade e inovação dentro de um condomínio, não é mesmo? Aposte nessas ideias e sinta a diferença na sua gestão.

Quer saber mais sobre como economizar no seu edifício? Leia nosso texto sobre 5 maneiras de reduzir a conta de luz no condomínio!

Pelo segundo ano, Renovigi é a média empresa que mais cresce no paíspelo-segundo-ano-renovigi-e-a-media-empresa-que-mais-cresce-no-pais/

Este é o segundo ano consecutivo que a fabricante de sistemas fotovoltaicos se destaca no ranking da Delloite

A Renovigi, líder na fabricação de sistemas de energia solar no Brasil, foi indicada pela segunda vez consecutiva, como a empresa de médio porte que mais cresce no Brasil pela Delloite. O crescimento médio foi de 177%, o que possibilitou o destaque entre as empresas com faturamento entre R$ 100 e 800 milhões.

A Renovigi também se destacou entre as empresas de infraestutura, sendo a que obteve maior incremento no segmento. Em 2018, a empresa encerrou o ano com R$150 milhões e estima fechar 2019 com faturamento de 500 milhões. Para 2020, a Renovgi tem como meta atingir R$1 bilhão em faturamento e ultrapassar a marca de 320MW de geração de energia.

Com mais de 500 mil painéis solares distribuídos em todo o Brasil e parceria com mais de 5000 empresas credenciadas, a empresa detém cerca de 15% do market share no país, comparando os dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com o incremento esperado, os executivos esperam alcançar 25% do mercado até o final de 2019.

A pesquisa realizada pela Deloitte avaliou as empresas em fase operacional nos últimos quatro anos no Brasil, com receita líquida entre R$10 milhões e R$800 milhões no último ano e sem vínculo a grupos internacionais.

A constante busca por inovação, eficiência e talentos foram os principais motores de crescimento para as empresas que mais cresceram. Somente neste ano, a Renovigi aumentou em mais de 1000% o investimento em tecnologia e na contratação de profissionais especializados.

“Estamos muito contentes com esta premiação. Já esperávamos um resultado extraordinário uma vez que estamos crescendo acima do mercado nos últimos anos, mas ver o nosso trabalho sendo reconhecido de forma consistente e constante é motivo de muito orgulho para nós”, celebra Alcione Belache, CEO da Renovigi.

Renovigi é vencedora do Prêmio ACIC/Unochapecó de Sustentabilidaderenovigi-e-vencedora-do-premio-acic-unochapeco-de-sustentabilidade/

A Renovigi Energia Solar atua na busca de alcançar os três pilares da sustentabilidade, e vem se destacando cada vez mais no âmbito social. Com o projeto ‘Energia do Bem’, a empresa recebeu na noite desta quinta-feira (29), o Prêmio ACIC/Unochapecó de Sustentabilidade e também foi Destaque de Sustentável da primeira edição do prêmio.

A marca foi destaque na Dimensão Social, que teve como critérios, projetos que buscassem construir uma civilização onde haja uma melhor distribuição de renda, e que auxiliasse a melhora substancialmente os direitos e as condições da população, reduzindo a distância entre os padrões de vida. A Renovigi ganhou na categoria de grandes empresas.

Para a Gerente de Gestões de Pessoas da Renovigi, Débora Matté o prêmio foi emocionante. “Tudo que queremos para o futuro, precisamos fazer no hoje. Este prêmio é especial por ser na Apae em nossa cidade, pois sabemos que com a redução da fatura de energia a entidade poderá fazer outras ações em prol dos alunos.”, afirma.

Esta é a segunda premiação que o projeto ganha no estado catarinense. Em Julho, a Renovigi foi eleita a Empresa Cidadã 2019 da ADVB, com o case da instalação de painéis solares na instituição APAE (Associação de Pais e Amigos) de Chapecó/SC.

A entidade foi novamente escolhida para representar a empresa por contemplar a participação do time de colaboradores Renovigi na instalação do projeto e destacar a importância das empresas destinarem ações para a cidade na qual elas atuam.

Projeto Energia do Bem

O projeto “Energia do Bem”, visa reverter de alguma forma para a sociedade, as conquistas e metas alcançadas, por meio de doações de Sistemas Fotovoltaicos para Entidades Carentes de todo o país. Em 2018, 30 sistemas foram doados à instituições sem fins lucrativos, de cunho social e humanitário. Até o final de 2019 este número deve chegar a 90.

Prêmio ACIC/Unochapecó

A 1ª edição do Prêmio ACIC/Unochapecó de sustentabilidade visa premiar as melhores práticas de sustentabilidade das empresas e demais entidades associadas à ACIC, assim como o comprometimento sustentável das empresas, estimulando a elaboração e divulgação de práticas baseadas na sustentabilidade.

Por que agora é a melhor época para investir em energia solar?por-que-agora-e-a-melhor-epoca-para-investir-em-energia-solar/

Durante os meses de inverno, muitas pessoas se esquecem dos altos valores cobrados na fatura de luz que a próxima estação pode provocar. E aí deixam para investir em energia solar nos últimos meses do ano. Você também tem essa ideia?

Saiba que esta prática não é a mais adequada, pois o equipamento leva um tempo para começar a gerar créditos para já serem utilizados no verão. Quer entender os motivos para investir em painéis fotovoltaicos ainda no inverno? Explicamos a seguir!

 

Planejamento do investimento

Antes de adquirir o sistema fotovoltaico, você precisa escolher uma empresa de confiança para fazer uma análise do quantitativo necessário para o local de instalação de acordo com a demanda de consumo.

Os profissionais orientam como é o processo, quais são os equipamentos mais indicados para a instalação e qual o tempo médio de instalação do sistema.

 

Avaliação da estrutura

A segunda etapa, consiste em um estudo sobre a capacidade do telhado ou estrutura para instalação dos painéis fotovoltaicos. Os profissionais precisam avaliar se há espaço para os equipamentos, como é a estrutura do telhado para suportabilidade do peso extra, a fiação elétrica e outras questões importantes para dar segurança ao sistema.

Muitas vezes, é necessário realizar ajustes na residência, principalmente quando ela não foi estruturada com a previsão desse investimento em energia solar. A partir dessa análise inicial é que a empresa poderá apresentar um orçamento para a instalação dos painéis fotovoltaicos, considerando a demanda de consumo de energia, o nível de tensão da rede, a tecnologia utilizada e o tempo de trabalho da equipe.

 

Instalação da infraestrutura

O processo de instalação deve ser feito por uma equipe especializada, que engloba profissionais com conhecimentos em engenharia e geologia.

As placas, preferencialmente são instaladas na área da casa com maior incidência de radiação solar e com a inclinação ideal para obter a eficiência esperada. O serviço inicia com a instalação de suportes para as placas, trilhos, painéis e, por último, os cabos são conectados.

Também é necessário instalar o inversor, responsável por levar a energia gerada pelos painéis para a rede da concessionária. Por último, é necessário efetuar a solicitação de acesso do sistema junto à concessionária de energia elétrica para que seja possibilitada a conexão do sistema com a rede elétrica local e também a geração de créditos para o excedente de energia produzida.

 

Prazo para geração de energia solar

O prazo entre o planejamento de toda a infraestrutura, negociação e homologação do sistema de painéis fotovoltaicos pode levar alguns meses. Por isso, recomenda-se iniciar o processo com antecedência para que a residência já esteja gerando luz até o início do verão, tendo um maior aproveitamento da geração de energia.

Em muitas situações, pode-se levar até três meses para o sistema começar a ser utilizada de fato e gerar créditos. Logo, se você deixa para iniciar o processo nos meses de outubro ou novembro, é possível que não consiga obter o benefício da redução na conta de luz ainda no verão.

Por esse motivo, o ideal é iniciar a pesquisa com prestadores de serviço o quanto antes a fim de iniciar o planejamento e investimento em energia solar.

Depois de esclarecida suas dúvidas, sobre o processo de instalação das placas e tempo de resposta para obter a redução na conta de luz. O que acha de dar o próximo passo para ter economia no verão? Então, faça o seu orçamento sem compromisso!