BLOG-POST-03

Para você que já se decidiu sobre a instalação de painéis fotovoltaicos em sua empresa ou residência, talvez a única dúvida ainda seja sobre qual a melhor época para sua instalação, tirando o maior proveito dos resultados.

Vamos hoje falar um pouco mais sobre as vantagens desta escolha durante o melhor período do ano – a Primavera.  

E que tal irmos um pouco mais além? Demonstraremos através de um estudo feito com uma residência em 2017, quais seriam os custos das contas de energia elétrica após a instalação dos painéis fotovoltaicos.

Se conhece alguém que ainda esteja em dúvida sobre a mudança, peça para que veja este post. Com certeza será o divisor de águas na decisão.

 

A Primavera e suas Mudanças

A falta de informação sobre a facilidade da instalação assim como sobre os incentivos que podem ser conseguidos junto ao governo – para ele isso interessa muito! Vamos falar sobre o assunto mais a frente – são os fatores que afastam o consumidor da decisão sobre a mudança para a geração de Energia Solar.

Por isso, nós da Renovigi estamos em uma campanha intensa de conscientização e informação sobre os benefícios da instalação de painéis fotovoltaicos, tanto para o consumidor final quanto para o meio ambiente e o país.

Veja alguns dos fatores que fazem a hora ser agora:

 

  • Uma Estação inteira para instalação e testes:  O Verão é o pico de insolação em nosso país e portanto será o topo da geração de energia elétrica em sua residência ou empresa. Desta forma, a escolha do melhor equipamento, sua instalação e testes devem acontecer ainda na Primavera para que seus painéis já estejam em completo funcionamento – e gerando muita energia! – quando o Verão chegar.

 

  • Verão: mais uso de energia, e mais geração de energia! Durante essa estação, o aumento no uso de equipamentos como ar condicionado, freezers e refrigeradores é enorme, gerando altas contas de luz. Nas indústrias, o setor hortifrutigranjeiro quase dobra seu consumo para manter granjas e estufas em temperatura ideal, e garantir a qualidade da produção. Sendo assim, gerando sua própria energia, você terá estes altos custos completamente compensados.

 

Com relação ao Governo, é a hora para negociar financiamentos  

O Governo dispõe de várias linhas de crédito para empresas e pessoas físicas referentes a instalação de painéis fotovoltaicos, e todo este processo pode levar algum tempo em sua aprovação.

O ideal portanto é procurar apoio já no início da Primavera para que todos os trâmites estejam resolvidos antes do Verão, e com maiores chances de aprovação de bons planos de pagamento pois, as vantagens que eles enxergam são fortes:

  • Para o Governo, quanto mais produtores e consumidores instalarem sistemas de geração de energia fotovoltaica é melhor, pois isso significará uma redução bastante sensível nos investimentos em linhas de transmissão e distribuição de energia, principalmente nas área rurais. Portanto, com a chegada do Verão e o aumento de consumo, é muito importante para ele que os agronegócios e consumidores finais gerem sua própria energia. Uma troca de favores, digamos.

 

  • E falando sobre valores que o Governo pode economizar, ele também consegue redução significativa quanto às perdas ocasionadas pela transmissão e distribuição de energia pois, como a energia elétrica passou a ser gerada dentro de cada propriedade, sendo consumida localmente, o “custo de perda”, taxa que acaba compondo parte das tarifas de luz que pagamos, diminui.

É visível que a geração de Energia Solar instalada ainda na Primavera é um excelente negócio tanto para o Governo quanto para quem a instala.

Mas vamos a mais uma comparação, agora na área urbana? Vale a pena acompanhar os dados a seguir.

 

Comparação Energia Elétrica de Rede x Energia Fotovoltaica, em kilowatts gerados

Abaixo temos dois quadros de uso feitos sob a análise de uma residência de 160m² em Curitiba, Paraná. O consumo médio desta casa com dois moradores é de 172 KWh mensais, ao custo de cerca de R$ 150,00 por mês.

Curitiba como exemplo vem bastante a calhar pois é a capital do Brasil com menor ocorrência de dias ensolarados por ano, tendo menos dias de Sol até mesmo que Londres – a capital mais nebulosa do mundo.

 

Sendo assim, se é bom para Curitiba, imagine como seria para Vitória, Fortaleza ou para o Rio de Janeiro…

Utilizamos aqui o pico de energia de 2017 que aconteceu no mês de Maio, com a utilização de 199 KWh.

As barras azuis representam o consumo real desta residência, e as barras amarelas representam o consumo que ela teria se fossem instalados painéis fotovoltaicos em seu telhado (neste caso, o espaço disponível para instalação é de 3 a 5m² , poucos painéis na verdade cabem ali)

 

Veja na imagem a seguir os valores das barras amarelas.

Observe a redução de quase 90 KWh.

 

Segundo todas as informações geradas por este estudo, a casa deixaria de pagar anualmente 1.500KWh para a rede elétrica do estado, pois esta quantia seria produzida por seus painéis fotovoltaicos.

Perceba ainda que: A quantidade de painéis instalados neste exemplo seria a possível considerando o tamanho do telhado da residência porém, se existir mais espaço e este consumidor quiser suprir toda sua demanda de energia atual e futura – família crescendo, adquirindo mais equipamentos eletrônicos por exemplo – mais placas poderiam ser instaladas aumentando a produção até o completo atendimento da casa.

Nesta situação, restará como cobrança em conta de luz somente o chamado “custo de disponibilidade”, a taxa mínima cobrada pelas empresas de energia elétrica pela disponibilização de transmissão e distribuição até este endereço, mesmo que esta residência utilize a energia da rede por poucos dias ao ano.

Porém, um detalhe ótimo sobre as taxas a serem pagas vale a pena ser citado: A devolução de energia excedente à rede elétrica.

Usando ainda o exemplo acima, se nesta casa fossem instaladas placas o suficiente para atender toda a demanda, e energia extra fosse gerada, ela poderia ser devolvida à rede elétrica criando créditos, que deixariam ainda mais baratas as taxas do “custo de disponibilidade” ou que poderiam ser usados para abater as tarifas elétricas de outros imóveis que a família possua.

O crédito fica ligado ao dono do sistema de geração de energia e portanto, se outro imóvel estiver no mesmo estado, atendido pela mesma rede elétrica, pode ter estes créditos usados como desconto em suas contas de luz.

 

A Energia e a Mudança: A face da Primavera

São inúmeros os benefícios da tomada de decisão pela Energia Fotovoltaica. Por isso, para aproveitar todo o potencial de seus painéis o mais breve possível, vamos conversar sobre as suas necessidades e planejar sua instalação? Nós da Renovigi estamos a sua disposição para realizar este projeto.

Entre em contato conosco através do CLIQUE AQUI ou do WhatsApp: +55 (49) 9 9102.1562. Queremos saber mais sobre você, sua empresa ou sua família e estruturar todas as ações.

A Primavera traz a renovação de todas as energias do hemisfério. Faça parte deste movimento e altere a sua relação com o consumo e geração de energia elétrica.

Seja parte desta mudança você também!

 

FONTE:  Projeto América do Sol: www.americadosol.org


Leave a Comment

Your email address will not be published.